Páginas

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Deputado José Maria Tapajós garante R$ 500 mil para Hospital de Campanha

Emenda parlamentar garante R$ 500 mil para Hospital de Campanha em Santarém 


O recurso destinado pelo deputado estadual José Maria Tapajós, através de emenda parlamentar, foi solicitado através de ofício ao chefe da Casa Civil, Iran Lima. O recurso deve reforçar a aquisição de equipamentos e insumos necessários que garantam o andamento dos atendimentos aos infectados pela Covid-19. 


Além de Santarém, o hospital atenderá outros municípios do Baixo Amazonas.  "Meu compromisso é destinar os recursos das minhas emendas, para atender a população nas áreas em que mais se encontram necessitadas, neste momento a prioridade é a saúde do nosso povo”, afirmou o deputado.

De acordo com José Maria Tapajós, a Covid-19 é uma preocupação de todos e como representante da região tem buscado fazer sua parte, ajudando o prefeito Nélio Aguiar e o governador do Estado, Helder Barbalho, no combate à doença.


Márcia Reis - Assessora de Imprensa do deputado José Maria Tapajós

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021

Governo do Pará aciona Justica para que IPG pague trabalhadores do HC

 A Procuradoria Geral do Estado (PGE) fez uma petição à justiça de Santarém para que o pagamento dos trabalhadores que atuaram no Hospital de Campanha do município seja feito com urgência. Os valores foram depositados em juízo em dezembro do ano passado.

“Nessa petição, nós estamos demonstrando que não há nenhuma dívida do Estado com o Instituto contratado para gestão do Hospital. A parcela referente ao último mês de funcionamento do Hospital de Campanha de Santarém foi depositada por ordem da justiça em juízo. Estamos nos manifestando pedindo prioridade, para que os valores sejam liberados em favor de todas as pessoas que trabalharam no Hospital de Campanha de Santarém. Nesta segunda-feira (22), o procurador lotado no município de Santarém deverá se reunir com o juiz responsável pelo caso para reforçar esse pedido de urgência”, explicou o procurador-geral do Estado, Ricardo Sefer. 

Todos os pagamentos foram realizados de forma regular ao Instituto Panamericano de Gestão (IPG), contratado para gerir o Hospital de Campanha de Santarém. O primeiro pagamento, referente ao período de 22/04/2020 a 21/05/2020 foi feito em 24 de abril de 2020; o segundo, referente ao período de 22/05/2020 a 21/06/2020 foi realizado no dia 12 de maio de 2020; o terceiro, referente ao período de 22/06/2020 a 21/07/2020, foi feito em 5 de agosto de 2020; o quarto, referente a 22/07/2020 a 21/08/2020 foi pago em 24 de agosto de 2020; e o quinto pagamento foi feito em depósito em juízo, após decisão judicial, em duas parcelas: uma no dia 7 de dezembro de 2020 e outra em 16 de dezembro de 2020. Somando o valor total de R$ 22.120.000,00.

O quinto pagamento foi realizado em conta judicial, conforme determinado pela decisão do Juízo de Direito da 6ª Vara Cível e Empresarial da Comarca de Santarém, decorrente de uma ação do Ministério Público do Estado, após denúncia de que o Instituto não realizou o repasse do pagamento aos funcionários. O hospital foi fechado em 28/09/20. 

O Governo do Pará ressalta que o hospital foi fechado no dia 28 de setembro de 2020 e nunca houve, por parte do ente estadual, atrasos ou pendências. No domingo (21), a PGE fez o pedido à justiça para que o pagamento, utilizando os valores depositados em juízo, seja feito com urgência em favor de trabalhadores que atuaram efetivamente nos Hospitais de Campanha.

Reabertura – Este mês, após a nova onda de transmissão da Covid-19, na região do Baixo Amazonas, o governo do Estado abriu o novo Hospital de Campanha de Santarém. A unidade de saúde está montada na Escola Maria Uchoa Martins, no bairro Floresta, a 800 metros do Hospital Regional do Baixo Amazonas.

A unidade tem 60 leitos clínicos, sete enfermarias - cada uma com sete leitos -; uma enfermaria com 16 leitos; uma sala de estabilização, com quatro leitos; posto de enfermagem; farmácia; almoxarifado; estar médico e de enfermagem; uma sala do Núcleo Interno de Regulação; necrotério; sala de paramentação; refeitório; cozinha; administrativo; vestiários femininos e masculinos; descanso equipe; faturamento; departamento pessoal; expurgo; psicossocial e resíduos.

Leitos – Nesta segunda onda de contágio da Covid-19 no oeste do Pará, o governo do Estado abriu 250 leitos, entre UTI e clínicos, nos Hospitais Regionais de Santarém (96), Itaituba (129) e 9 de Abril (25), em Juruti.

Por conta da alta demanda, neste mês de fevereiro, a Sespa viu a necessidade de abrir mais 24 leitos no Hospital Regional do Baixo Amazonas, sendo 14 clínicos e 10 de UTI. Esses leitos clínicos são temporários e atenderão até que o Hospital de Campanha de Santarém funcione em sua totalidade. A proposta é manter os leitos UTI e ainda ampliar a quantidade para 20 leitos no total.

Agência Pará

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Helder e Nélio anunciam fim do Lockdown


Utilizando-se de suas redes sociais o Governador Helder Barbalho e o prefeito Nélio Aguiar, anunciaram para quinta-feira 18/02/2021 o fim do Lockdown (Bandeira Preta) na Região do Baixo Amazonas e Santarém. Amanhã, deve ser publicado no Diário Oficial do Estado o decreto sobre a mudança do bandeiramento. O bandeiramento passa para Vermelho, que ainda significa risco alto de contágio e que exigem medidas bem rígidas.

O fim do Lockdown se deu em virtude do decréscimo do número de infectados nos municípios de região e de Santarém, além da abertura do novo Hospital de Campanha, que será inaugurado sexta-feira 19/02/2021 e do processo de Vacinação dos grupos prioritários.

Agora é tentar recuperar a economia, visto que lockdown, embora necessário,  é uma medida amarga para o comercio formal, informal e outras atividades que foram diretamente atingidas com a medida. 



Lockdown se fez Necessário


Passado 16 dias de Lockdown em Santarém, lamentamos a perda de 66 pessoas, que certamente, deixam saudades para seus familiares e amigos. Esse número ainda é reflexo do comportamento das pessoas e circulação da nova cepa do vírus, que é muito mais infecciosa e que vinham com números crescentes de internações e gerando uma média de 4,1 mortes por dia.
A medida de decretar Lockdown foi extrema, mas necessária, foi de muita coragem do Governador Helder Barbalho e do Prefeito Nélio Aguiar, tomar tal atitude, pois embora, cause prejuízos de toda ordem, a prioridade foi salvar vidas. Quanto vale uma vida? A vida do seu filho? do seu pai? da sua mãe?
O Lockdown não é remédio que visa deixar a população imune ao vírus, é medida que tem como fito,  diminuir a circulação das pessoas e por conseguinte, do vírus, das internações, das mortes...
Acredito que os números positivos virão a partir do fim do Lockdown, e será visível a queda de internações e óbitos, principalmente com o novo Hospital de Campanha, solicitado pelo deputado José Maria Tapajós, que dará atenção exclusiva para pessoas com covid.
Graças ao Criador do Universo, não ouvimos falar que alguém em Santarém morreu de fome, sabemos que muitos passam necessidades e que se agravou mais com as medidas restritivas,  porém, muitas mãos generosas ajudaram com diversas ações solidárias e esse espírito do santareno tem feito a diferença em momentos tão sombrios.
Que dias melhores venham, que a vacina venha em maior quantidade e que salvar vidas, seja sempre prioridade.🙏🙏🙏

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Governo asssegura mais de R$ 43 milhões aos 144 municípios para o combate da Covid-19

O Governo do Pará, através da  Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), destinou R$ 43.874.381,13 milhões para os 144 municípios do estado, para ações de enfrentamento ao novo coronavírus. O repasse foi anunciado nesta quinta-feira (11) em reunião da  Comissão Intergestores Bipartite (CIB), na Sespa, em Belém.

A Comissão Intergestores Bipartite (CIB) é uma instância de articulação e pactuação da esfera estadual que atua na direção do Sistema Único de Saúde (SUS), formada por representantes da Sespa e das Secretarias Municipais de Saúde. Eles se reúnem mensalmente para pactuar, debater e organizar ações e serviços de saúde integrados a redes de atenção à saúde.  

Titular da Sespa, Rômulo Rodovalho pede agilidade na vacinação aos municípios: "É preciso que os municípios façam sua parte”.Foto: Marco Santos / Ag.Pará
Secretário de Saúde, Rômulo Rodovalho colocou na pauta a pactuação referente aos recursos financeiros da portaria nº 3.896, de 30 de Dezembro de 2020, do Ministério da Saúde, que destinou verba aos Estados e Distrito Federal. A utilização dos recursos deve estar condicionada à pactuação entre os membros da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). No caso do Estado do Pará, o governo abriu mão do recurso para ser repassado na totalidade para os municípios.

“É válido ressaltar a extrema importância desse momento, em que o estado reconhece as necessidades dos municípios e em pactuação com os membros da CIB, abriu mão de qualquer parte do recurso financeiro, que poderia  ter ficado, para repassar aos municípios, para que possam continuar na luta, no combate ao novo coronavírus” informa o secretário de saúde.

Os recursos serão distribuídos mediante critérios como existência de Unidades de Pronto Atendimento, população estimada e per capita. Em contrapartida, o secretário de saúde, pactuou que deve haver mais empenho dos secretários municipais para agilizar a vacinação.

Ele observou sobre o devido preenchimento dos formulários de vacinação contra a Covid-19 na plataforma do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, e frisou que não haverá a distribuição de novo lote de vacinas caso o município não apresente ao menos 70% da utilização do lote anterior e imunização dos profissionais de saúde dos hospitais regionais.

O titular da Sespa enfatizou que o governo estadual está empenhado no esforço máximo no que diz respeito à logística da distribuição das vacinas, “mas o desempenho do Pará está patinando no preenchimento das doses já aplicadas. E é preciso que os municípios façam sua parte”.

No Pará, Belém é o município que vai receber a maior verba, no valor de R$ 5 milhões, seguido por Ananindeua que receberá R$ 2 milhões e Santarém, no oeste do Pará vai receber mais de R$ 1 milhão de reais.

*Por Melina Marcelino (Ascom / SESPA).

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Vacinação para Idosos a partir de 80 anos terá 3 pontos em "Drive Thru"


A Prefeitura de Santarém, por meio da Semsa, informa que vai realizar a imunização contra a covid-19 em sistema de *Drive Thru*, em idosos a partir de 80 anos.

A ação será de *8h às 17h*, em três pontos da cidade:👇🏼✅


💉 Frente do Centro Cultural João Fona, orla da cidade.

💉 Frente da UEPA, na Plácido de Castro.

💉 Frente do prédio da Prefeitura, na av. Anysio Chaves.


⚠️ Não esqueça: CPF, Carteira do SUS e carteira do Idoso.


#vacinasantarém

#boravacinar

#prefeituradesantarem

Vacinômetro ja está em funcionamento

 


O vacinômetro é uma ferramenta digital que permite à população acompanhar o número de pessoas que foram vacinadas contra a Covid-19 no Estado, bem como o desempenho dos municípios e das regiões de Saúde. A ferramenta desenvoldida pelo Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), pode ser acessada no  site do Vacinômetro.

Com a nova ferramenta, ainda em fase de aperfeiçoamento para inserção e divulgação de mais dados, é possível monitorar a vacinação contra a Covid-19 no Pará. Ela apresenta a soma de doses registradas no sistema de informações do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde (MS), público-alvo das fases da campanha, porcentagem do público-alvo vacinado para as fases da campanha e gráficos e tabelas com doses administradas diariamente e registradas, além de número acumulado de doses administradas. Conforme o andamento das fases de vacinação, a ferramenta será aprimorada e atualizada com mais opções de filtros.

“O vacinômetro é um portal interativo, onde é possível filtrar os dados por cobertura vacinal, por região de saúde, por município ou por público-alvo, como: indígenas, idosos e profissionais de saúde. Conforme forem sendo realizadas outras fases da campanha, vamos adicionando mais opções de público-alvo. Queremos disponibilizar uma atualização diária do portal, como já é feito com o site de dados de Covid-19”, informa a diretora do Cievs, Daniele Nunes.

A atualização dos dados será feita, a partir da inserção de registros nos sistemas de informação nacional da campanha, pelos estabelecimentos de saúde dos municípios, como explica o secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho.


“A Sespa construiu uma plataforma web que vai ser atualizada pelo Sistema de Informação Nominal do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). Então, conforme os municípios forem adicionando no sistema nacional o quantitativo de aplicações de doses das vacinas, essa informação vai ser automaticamente computada no Vacinômetro e ficará disponível para a população”, afirmou o secretário da Sespa.

O secretário acrescentou que conforme o Ministério da Saúde disponibilizar mais doses de vacinas, a Sespa divulgará as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19.

Alerta – A Sespa alerta que mesmo com a campanha de vacinação contra Covid-19 em andamento, a população precisa continuar usando máscara, higienizando as mãos e mantendo o distanciamento social.

Texto: Melina Marcelino/ SESPA 

Foto: Ricardo Amanajás/Ag. Pará

Em Óbidos, prefeito impede fiscalização e expulsa vereadores a base de empurrões


Na manhã de hoje, 03/02/2021, por volta de 9:30, vereadores do Município de Óbidos, Jalico Aquino (Presidente), Nael Vasconcelos e Ernelson Aquino foram até a Unidade de Urgência e Emergência para fiscalizar as Ações de combate a Covid-19 e fazer levantamento de insumos e outros materiais que por possa está faltando na unidade de Saúde. Mas para a surpresa desagradável deles, o Prefeito Jaime Silva, os expulsou a base de empurrões, isso tudo, sendo transmitido ao vivo pelo Portal Amazoon Notícia.

Não é de hoje que Jaime Silva trata a coisa pública como se fosse sua propriedade, pensa que por ser prefeito é o dono da cidade e não aceita fiscalização e cobranças de ninguém, acreditando ainda na velha politica de outrora, quando foi prefeito por duas vezes.

É deve constitucional da Câmara Municipal, através de seus vereadores, fiscalizar ações do Poder Executivo, de forma autônima e independente, e o que vimos hoje, foi um claro atendado a garantia constitucional do papel do Poder Legislativo Municipal. É preciso com urgência, que o Poder Judiciário, os Órgãos de Fiscalização, como Ministério Público, Tribunal de Contas e Policia, garantam o livre exercício das Funções do Vereador, que entre tantas, a primordial é de fiscalizar o Prefeito da cidade.

Neste período de Pandemia, os casos noticiados de corrupção, desvio de verbas públicas, fura-fila de vacinas e inércia de autoridades, tem feito a situação da população agravar mais, por isso, mas do que nunca, faz-se necessário a fiscalização, o acompanhamento e a transparência dos recursos púbicos, e gestos toscos e agressivos, não podem ser cortina de fumaça, nem impedir que haja fiscalização.

Há um ditado que diz “Todo excesso, esconde uma falta”, por que, não permitir a fiscalização na Unidade de Saúde? Essa e outras respostas precisam vir a baila, é necessário trazer luz sobre os fatos, pois despotismo e truculência não cabem num Estado Democrático de Direito, principalmente em Óbidos, cidade tão próspera, mas com um povo sofrido e penalizado por gestões pífias e que vem, ao longo dos anos, maltratando seu povo e envergonhando sua história

Dos 144 Municipíos paraenses, 67% não tem estoque de Oxigênio suficiente em caso de colapso

 

No Pará, 67% das cidades paraenses não têm estoque suficiente de oxigênio para atender demanda urgente de pacientes, em caso de colapso no sistema de saúde, de acordo com levantamento do Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCMPA).

As informações foram consolidadas na sexta (29) e coletadas a partir de questionários respondidos pelas 144 prefeituras do estado sobre a realidade da área da saúde para combater a Covid-19 em 2021.


De acordo com o TCM, um relatório será enviado ainda no início deste mês a instituições como Ministérios Públicos, Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Conselho Nacional dos Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), Associação Brasileira dos Tribunais de Contas dos Municípios (Abracom) e outras.

O relatório aponta que 96 municípios relataram insuficiência diante de um cenário crítico e 48 afirmaram conseguir atender a uma possível crescente demanda emergencial de doentes.

O detalhamento técnico do TCM aponta que 68 cidades têm quantidade para responder à necessidade por sete dias; outras 38 para até 15 dias; outras 19 cidades conseguem dispor de oxigênio para um mês e mais 19 posuem estoque para mais de 30 dias.

Outro ponto do levantamento mostra que 59% das cidades possuem grupo técnico para gerenciar ações de combate ao novo coronavírus e 41% declararam não possuir comissão.

Sobre vacinação, o estudo mostra que 90% têm plano de imunização da Covid-19 e 110 das 144 cidades declararam que possuem seringas suficientes.

O levantamento faz parte do Plano de Monitoramento das Ações Públicas da Saúde Municipal do Estado do Pará do TCMPA no exercício de 2021, iniciado no último dia 20.

Fonte: TCM e G1 Belém

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Prefeitura de Santarém inicia vacinação de idosos acima de 80 anos


A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), informa que inicia a vacinação de idosos acima de 80 anos nesta quarta-feira (3). Ao todo, serão 4.070 doses de vacinas que estarão disponíveis nas 28 Unidades Básicas de Saúde (UBS) na área urbana, das 14h às 17h. Nos próximos dias, gradativamente, as unidades da região de Planalto e de Rios também receberão suas doses. Toda logística está sendo preparada. As vacinas, enviadas pelo Governo do estado, chegaram hoje em Santarém.

“Já estão em nossa rede de frios da Divisão de Vigilância Epidemiológica as 4.070 doses de vacinas contra covid-19 que serão utilizadas para imunizar nossos idosos acima de 80 anos, grupo prioritário, nessa segunda fase do Plano Nacional de Vacinação. Portanto, a partir desta quarta-feira, 3 de fevereiro, vamos iniciar a distribuição para as Unidade Básicas de Saúde e aplicação das vacinas. Faremos a aplicação na parte da tarde, das 14h às 17h, por ser o horário de menor fluxo de pessoas nas unidades para evitar a aglomeração”, declarou o Prefeito Nélio Aguiar.

Para receber a vacina, os idosos precisam apresentar a Carteira do idoso, o Cartão do SUS e o CPF. Os idosos estiverem em casa, acamados ou com dificuldade de chegar até a unidade de saúde pode receber sua dose em sua residência. As equipes que atuam na Estratégia em Saúde da Família que já faz o acompanhamento devem fazer o levantamento da quantidade desses pacientes, disponibilizando a aplicação na residência, utilizando todos os protocolos para garantir a saúde do idoso e a proteção dos profissionais.

“Estamos dando continuidade ao Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19 em nosso município, disponibilizando as doses conforme o repasse e os grupos prioritários. Iniciamos vacinando profissionais de saúde, idosos em asilos ou instituições permanentes e indígenas aldeados.  Dessa vez, serão os idosos acima de 80 anos. Portanto, informamos que já recebemos as doses e que estamos preparando as UBS’s para viabilizar a imunização desse grupo. Ressaltamos para que fiquem atentos aos horários e aos documentos necessários”, concluiu Marcela Tolentino, Secretária Municipal de Saúde.

Texto Weldon Luciano / Ccom-PMS

Prefeito Nélio Aguiar anuncia implantação de 20 leitos para pacientes com covid-19 no Hospital Municipal


O prefeito Nélio Aguiar anunciou na tarde desta terça-feira, 2, a implantação de 20 leitos exclusivos para covid-19, que devem ser abertos nas próximas 24 horas no Hospital Municipal de Santarém, Dr. Alberto Tolentino Sotelo.

“Reuni pela manhã com a secretária de Saúde, Marcela Tolentino, e a diretora da Sespa, Aline Liberal, e nossa situação não pode esperar pelo Hospital de Campanha. Vamos agir de forma imediata e implantar 20 leitos exclusivos para receber pacientes de covid-19 no Hospital Municipal, numa área cuja entrada é pela avenida Presidente Vargas. Os pacientes serão transferidos da UPA 24 Horas para desafogá-la”, detalhou Nélio Aguiar, acrescentando que já estabeleceu contato com a direção da Unidade de saúde.

O gestor municipal informou ainda que recebeu ajuda dos prefeitos dos municípios de Belterra, Jociclélio Macedo, e de Aveiro, Vilson Gonçalves, que cederam 20 macas com colchonetes para o apoio na abertura dos leitos e transporte dos pacientes. (Foto de arquivo)

“Os 20 leitos serão necessários para o aguardo do Hospital de Campanha. A gente esbarra no fornecimento de equipamentos. A demanda é grande. Vários fornecedores não têm equipamentos para pronta entrega. A logística da Amazônia também é um fator que dificulta ainda mais. Não temos como esperar. Recebemos apoio dos prefeitos de Belterra e de Aveiro com 20 macas para o transporte dos pacientes”, informou o prefeito.

Para o gestor, a conscientização da população é um forte aliado na guerra contra a pandemia do novo coronavírus. “Faço um apelo para que possamos cumprir rigorosamente o lockdown. Do contrário, nenhum hospital vai suportar a demanda de pacientes em estado grave com o aumento da infecção”, finalizou o gestor.

Para vencer esse inimigo invisível é preciso conscientização. Siga as orientações de prevenção e ao apresentar qualquer sintoma gripal, não espere. Busque a unidade de saúde mais próxima. Fique em casa. Se precisar sair use máscara!

Fonte: Ccom/PMS

Opinião: A Vacina me Pertence?

Ricardo Geller

Um gesto nobilíssimo de amor repercutiu muito em Santarém nestes últimos dias. Um profissional da saúde abriu mão de sua imunização e doou a "sua" vacina para sua mamãe, idosa, com comorbidades. 

Não tenho dúvidas que a imensa maioria de nós, se pudesse, faria o mesmo. Ação nobre, de verdadeiro e puro amor. Mas poderia o agente de saúde fazer isso? Acredito que não. Existem critérios para a distribuição da vacina no sistema público. 

Estes critérios não são definidos ao acaso, mas pensados num bem maior, na coletividade. Quando um agente de saúde é colocado na prioridade para o recebimento da vacina, não é necessariamente pensando em sua saúde que o Estado define tal critério, mas na saúde de todos os que pertencem a este grupo e que com tal tem contato, pois é mister que todos estejam bem para o desempenho de suas funções. E se todos os agentes de saúde resolvessem doar as suas vacinas para a mamãe, para o papai, para os filhos, para um amigo/amiga querido(a)? O ideal da adoção dos critérios para a distribuição das vacinas iria para o beleléu e não cumpriria o seu desiderato. 

Posso pegar a minha vacina e jogar no lixo? Vender? Doar?Trocar por um carro? Se ela fosse comprada num laboratório privado, obviamente que poderia, em tese, fazer com ela o que bem entender. 

Dois profissionais da saúde (o doador e o que autorizou), sérios, comprometidos com a saúde dos munícipes pediram exoneração das funções que ocupavam ao saberem que seriam abertos inquéritos administrativos para a apuração do fato. Acho que se precipitaram. A abertura dos inquéritos era obrigação do órgão competente. A repercussão foi muito grande. A internet foi a loucura, com "pareceres" favoráveis e contrários ao ato. Creio que seriam apenas advertidos, sem outras consequências maiores, pois no fundo, no fundo, foi um gesto altruísta, humanitário, de amor infinito, mas que fique claro, a VACINA PÚBLICA NÃO NOS PERTENCE.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Presidente do PSL no Pará, é contra envio de Equipamentos Hospitalares para o Baixo Amazonas


Em vídeo, o Delegado Federal Eguchi presidente do PSL no Pará,  diz estar indignado com o envio de equipamentos hospitalares usados no tratamento de Covid, para a Região do Baixo Amazonas. Rodeados de alguns poucos empresários, estão aglomerados e sem uso de máscaras,  mostrando que não respeitam e não seguem os cuidados devidos para não proliferação do virus, mas querem que os equipamentos fiquem estocados, sem uso, para o seu bel prazer, enquanto a Regiao do Baixo Amazonas, que talvez ele nem saiba onde fica, pena atualmente com a nova cepa do vírus e historicamente, pela distância dos grandes centros e pela dificuldade no transporte intermunicipal, que por anos de abandono, recebe somente agora, investimento na melhoria e pavimentação das suas PAs.
Derrotado nas últimas eleições para prefeito de Belém, ele mira agora o governo do Estado e já mostra que vai  seguir a cartilha dos ex-governadores que sempre privilegiaram a área metropolitana em detrimento do interior do Estado.
Na eleição para o Governo do Estado em 2022, tenho certeza que ela irá atrás dos votos Baixo Amazonas. Fica aqui, o registro para que à população saiba como ele agiu, quando o povo do interior do Pará mais precisou das autoridades e políticos. 


Sobe para 136 número de leitos de UTI no Baixo Amazonas e Tapajós

 

Incremento feito na noite de domingo (31)já diminuiu a taxa de ocupação de 85% para 77,91%



Para dar suporte à população do Baixo Amazonas e Tapajós no combate ao novo coronavírus, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), vem ampliando a oferta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais das regiões, que já contam com 136 leitos de UTI. O incremento, novamente feito na noite de domingo (31), já diminuiu a taxa de ocupação de 85% para 77,91%.

A região do Baixo Amazonas já enfrenta uma segunda onda ocasionada pela Covid-19. De acordo com o secretário adjunto de Saúde Pública, Sipriano Ferraz, a ampliação de leitos ocorreu de forma descentralizada para o fortalecimento do combate ao novo coronavírus nas cidades.

“É importante ressaltar que, na primeira onda de covid-19, nós chegamos a ter 90 leitos de UTI disponíveis para as regiões do Baixo Amazonas e Tapajós, hoje temos 136 leitos. No Hospital de Juruti, temos 10 leitos de UTI, abrimos 75 de UTI em Itaituba e mais 51 leitos UTI em Santarém”, garantiu.

O secretário reforça o compromisso e os esforços do governo do Estado para impedir o avanço da covid-19 em todo o Pará.

“O Governo não tem medido esforços para ampliar essa retaguarda, mas temos que deixar claro para a população que os doentes quando chegam na UTI, com covid-19, principalmente os que são intubados, têm um tempo médio de permanência hospitalar muito longo, ficando em média 20 dias internados na UTI. Então, temos um giro de leitos muito lento e isso nos preocupa. É possível que, ainda essa semana, iremos começar a transferência de pacientes do Baixo Amazonas para Belém, para o nosso hospital de referência, que é o Hospital de Campanha do Hangar”, reforçou Sipriano Ferraz.

Mais Leitos

Além dos leitos já abertos, o Governo do Pará vem trabalhando para ampliar ainda mais a rede pública de atendimento aos pacientes vítimas da pandemia no Pará. Em parceria com a Prefeitura Municipal, o Estado decidiu reabrir o Hospital de Campanha em Santarém, na região Oeste, para enfrentar o aumento de casos da Covid-19 nos municípios do Baixo Amazonas. A previsão é que o hospital ofereça 60 leitos clínicos para vítimas do novo coronavírus.

O governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou em suas redes sociais, na manhã de domingo (31), a ampliação da quantidade de leitos para pacientes com Covid-19 no Sudeste paraense. No Hospital Municipal de Marabá, em parceria com a Prefeitura, serão abertos mais oito leitos de UTI e 16 leitos clínicos. Em Parauapebas, aproveitando a capacidade de instalação do hospital, serão ofertados 140 novos leitos, 70 de UTI e 70 clínicos, para reforçar as estruturas de enfrentamento à doença.

*Texto: Melina Marcelino (Ascom Sespa).

Em Faro, Vereador e Secretários constam na lista de Vacinação


Após várias denúncias de casos de Fura-filas, a Câmara Municipal de Faro solicitou a Secretaria Municipal de Saúde a lista oficial das pessoas vacinadas na campanha de vacinação contra a Covid-19. Em resposta, a SEMSA de Faro, através do Ofício No 002/2021, enviou a lista e identificou-se que o constavam na lista dos vacinados um vereador e dois secretários.

Na lista o vereador Hildo Pereira Tavares aparece como voluntário e o Secretário de Educação Roosivelt Ireno Pimentel de Andrade, que consta como Motorista e a recém empossada secretária de Saúde Maria Edilza Farias Feijó, aparece encabeçando a lista é a de número 01 na lista.


Quem fura afila, se for servidor público ou ocupar cargo, pode responder:


a) Por Improbidade Administrativa;

b) Pelos crimes:

- Abuso de Autoridade (Lei nº 13.869/2019, art. 33, parágrafo único). Ocorre quando agentes públicos que não se encontram no rol de pessoas a serem vacinadas se valem do cargo ou função para se vacinar indevidamente.

- Concussão (CP, art. 316), quando alguém invoca seu cargo ou função para que seja descumprida a ordem de vacinação.

- Prevaricação (CP, art. 319) em situação que o servidor ou funcionário público que tem gestão sobre a dispensação da vacina se auto administra dose ou determina ser vacinado por interesse pessoal.

- Crime de Responsabilidade de Prefeito (art. 1º, do Decreto-Lei n.º 201/1967) quando a pessoa que desvia ou se apropria das vacinas é prefeito ou ele se utiliza do cargo para beneficiar pessoas ligadas a ele.

- Crime de Responsabilidade para o vereador (art. 7º, do Decreto-Lei n.º 201/1967) quando a pessoa se utilizar do mandato para a prática de atos de corrupção ou de improbidade administrativa.


Diante de tais fatos, cabe agora a Câmara Municipal de Faro, Ministério Público e Poder Judiciário apurarem os fatos e dar respostas devidas à população de Faro, em especial aos profissionais da saúde e pessoas que de fato estão entre o público alvo e que viram seus direitos serem subtraídos.

domingo, 31 de janeiro de 2021

Comitê de Crise/Covid-19 emite nota sobre Atualização de bandeira

Nota Pública - Atualização de bandeira em Santarém.


 O Comitê de Crise para enfrentamento da COVID-19 em Santarém informa que reuniu na manhã deste domingo, 31, para atualizar a situação jurídico-sanitária do município, haja vista o decreto estadual que atualizou nossa bandeira de vermelho pra preto. 

O Comitê foi unânime na decisão de seguir na íntegra o decreto estadual com as devidas questões pontuais concernentes à realidade local. Ainda neste domingo, deverá ser publicado o decreto municipal com as atualizações .


Comitê de Crise/COVID-19 

Santarem, 31/01/2021

sábado, 30 de janeiro de 2021

Suave Veneno...



Farinha Pouca, meu pirão Primeiro

Dá ojeriza vê pessoas que não são linha de frente, postando vídeos e fotos recebendo a 1ª dose da vacina contra Covid. Enquanto muitos Médicos, enfermeiros, técnicos, indígenas e idosos abrigados que ainda não foram contemplados com a vacina, continuam a correr riscos de infecção.

 

Grupo de Risco ou de Ricos

Os casos de “Fura-Filas” estampados nas redes sociais, provocou revolta geral e pressionados pela opinião pública e órgãos de controle e fiscalização, alguns governadores e prefeitos, paralisaram e/ou estão buscando formas de dar transparência a imunização e assim, dar cumprimento à lista de prioridades. Hoje o que se vê, não são grupo de riscos priorizados, mas grupos de ricos, que pelo poder econômico, posição social e política, estão usurpando o direito de quem está, de fato, lutando contra essa pandemia.

 

Em Faro, Vereador e Secretários furam fila de Vacinação

As câmaras Municipais deviam solicitar a lista das pessoas que estão sendo vacinadas nesta primeira etapa da campanha de vacinação contra a Covid. Em Faro, a Câmara Municipal, fez isso, e para surpresa da população, constam na lista um vereador e dois secretários Municipais.  Vereador Hildo Pereira Tavares, Roosivelt Ireno Pimentel de Andrade – Sec. de Educação e Maria Edilza Farias Feijó – Sec. de Saúde.

 

Fingindo-se de morto

Alguns prefeitos da região estão se fingindo de mortos, na hora de tomar atitudes diante da segunda onda do Covid. Não tomam medidas mais rígida, com receio de desgaste político, insistem e jogar para a plateia e deixam por conta da lei da seleção natural de Darwin o povo de suas cidades.


Helder, meu escudo

O governador Helder Barbalho mudou para bandeira Preta Lockdown a região do Baixo Amazonas em virtude da nova Cepa já está circulando na Região, grande procura por leitos de UTIs e clínicos e para evitar a proliferação do vírus. Alguns prefeitos fanfarrões, que não tem coragem de tomar atitudes restritivas, botam na conta do governador todo o desgaste das decisões, mas sempre que podem, posam de amigos do Governador, mas na hora de dividir o ônus, usam o governador como escudo...

 

Bola Dentro

O Governador Helder Barbalho – Por sua presença, ações e atitudes no sentido de Proteger à vida dos Paraenses, enfrentando de frente essa pandemia, indo a diversos municípios do Baixo Amazonas e seus distritos, onde nem prefeito ainda tinha ido. Disponibilizando Cilindros de Oxigênio, Barco Hospital e aeronaves de Resgates e ampliação de Leitos de UTI e Clínicos.

Deputado José Maria Tapajós – Empossado no dia 05 de janeiro, após longos 6 anos sem deputado Estadual com domicilio eleitoral em Santarém, a região Oeste do Pará ganha um legítimo e experiente político para representar a Região.

 

Bola Fora

Presidente da ACES Roberto Branco – Foi muito infeliz ao apresentar ao Governador e ao Prefeito pedido de suspensão da bandeira Vermelha, hoje estamos na Preta – Lockdown. Recebeu um sonoro não e um convite para encarar a realidade, pois com a nova cepa e o número crescente de busca por leitos, não cabia esse pedido, sem sentido e sem o mínimo senso de respeito a vida das pessoas.

Vereador Pastor Angelo Tapajós – O recém eleito vereador, começou mal, assinou dois memorandos, cada um deles apoiando um vereador diferente para a mesma comissão. Acender vela em dois altares, além de não ser bíblico, não é ético e talvez até cometido ilícito a ser investigado pela corregedoria da Câmara de Santarém.

Governo do Pará decreta Lockdown no Baixo Amazonas

 

Em vídeo postado no Twitter, o governador Helder Barbalho anunciou a mudança de bandeira na região do Baixo Amazonas. Esta região já estava na cor vermelha e passará para preto a partir de segunda-feira.

O Lockdown decretado levou em consideração a confirmação da nova cepa do Coronavirus detectada pelo Instituto Evandro Chagas na região do Baixo Amazonas; o aumento da procura de leitos de UTI e clínicos para pacientes com Covid; e como medida para evitar a proliferação do vírus.

São 13 os municípios que fazem parte da Região do Baixo Amazonas: Santarém, Mojui dos Campos, Alenquer, Óbidos, Almeirim, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Monte Alegre, Oriximiná, Prainha, Terra Santa.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Presidente Ronan destaca o papel da Casa de Leis em meio à crise sanitária: “Trabalhamos além das sessões presenciais”

 Durante sessão remota realizada nesta quarta-feira (27), o presidente da Casa Ronan Liberal Jr. (MDB), enfatizou a presença do governador do Estado em cumprimento de agenda em Santarém, na terça-feira (26), por conta de visitas, vistorias e ações do Estado em combate à Covid-19 – entrega de cilindros de oxigênio, visita à escola onde será Hospital de Campanha, visita ao Hospital Regional do Baixo Amazonas e ao Laboratório de Biologia Molecular da Ufopa – Campus Tapajós.

Ronan Liberal também destacou que o Poder Legislativo está cumprindo com os decretos Estadual e Municipal, que suspendem sessões e reuniões públicas que tenham mais de 10 pessoas, continuando os trabalhos por meio de sessões remotas. “Sabemos do desafio, às vezes temos dificuldade de conexão como temos presenciado, mas nós temos que superar esses desafios. É importante que a população continue acompanhando os nossos trabalhos e tenha uma interação com o Poder Legislativo, saiba das atividades, mesmo que de maneira remota em obediência a toda essa situação coletiva que estamos vivendo. Precisamos respeitar essas decisões em virtude da saúde da nossa população”.

Ainda ressaltou que o Trabalho Legislativo vai além de sessões plenárias que ocorrem três vezes por semana. “As nossas atividades não perduram somente pelas três vezes na semana, muito menos pelas três horas que desempenhamos nosso papel no Plenário, vão muito além. Trabalhamos de dia, tarde e noite, no papel de verear, andar, reunir, ver os problemas, de buscar soluções e apresentar soluções para que o Poder Público possa executar e com isso garantir benefícios e melhorias para a população”.

Por Sara Evelyn – Assessora de Imprensa da Presidência da Câmara